EUA dizem que avanço taleban serviu para despertar Paquistão

WASHINGTON - O secretário de Defesa de EUA, Robert Gates, disse neste domingo que a ofensiva dos talebans no distrito paquistanês de Buner, a 100 quilômetros de Islamabad, serviu para despertar as autoridades desse país.

Redação com Agência EFE |

"Tenho a impressão (...) de que eles começaram a retomar a iniciativa. Acho que o fracasso do acordo em Swat e depois o movimento (dos talebans) para entrar em Buner realmente atraíram a atenção deles. Acho que isso realmente os despertou", disse, em entrevista à rede de televisão "CNN".

O avanço taleban ao distrito norte de Buner chegou após a assinatura de um controvertido acordo em fevereiro entre as autoridades regionais e os fundamentalistas de Swat.

O pacto previa a aplicação da "sharia" (lei islâmica) na divisão regional de Malakand, que inclui Buner e ao próprio Swat, uma vez que se pacifique o vale. O acordo deveria ser aplicado em troca de que os talebans depusessem as armas no vale de Swat.

Leia mais sobre: Paquistão

    Leia tudo sobre: euapaquistãotaleban

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG