EUA dizem aguardar as 72 horas propostas para resolver crise em Honduras

Washington, 19 jul (EFE).- O Governo americano supervisiona de perto o desenvolvimento dos eventos à espera de que se cumpram as 72 horas propostas pelo presidente da Costa Rica, Oscar Arias, para achar uma saída à crise em Honduras.

EFE |

O porta-voz do Departamento de Estado americano Rob McInturff disse que o país foi informado das notícias "sobre o prazo proposto de 72 horas nas conversas".

"Vamos seguir de perto o desenvolvimento dos eventos e ver o que acontece", declarou o porta-voz, que insistiu, como seu Governo vem fazendo, em que a solução à crise "deve ser dos hondurenhos para os hondurenhos".

As declarações americanas foram feitas pouco depois de o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, ter pedido para "aguardar" as 72 horas, com a esperança de que Arias "faça repensar os que rejeitaram a proposta" do líder.

Insulza também anunciou que nesta segunda-feira o Conselho Permanente da OEA se reunirá para avaliar o processo de mediação.

EFE mv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG