EUA dizem a Lula que prisão de Assange não está ligada a WikiLeaks

Presidente brasileiro se disse supreso com falta de protestos pela liberdade de expressão após prisão de dono do site

AFP |

A prisão do criador do site Wikileaks, Julian Assange, nada tem a ver com o vazamento de informações secretas dos Estados Unidos, declarou nesta quinta-feira um porta-voz do departamento americano de Estado, reagindo a críticas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"As acusações pelas quais Assange foi detido não têm nada a ver com o Wikileaks", disse o porta-voz Charles Luoma-Overstreet em um e-mail enviado à AFP. Lula ironizou hoje sobre a prisão de Assange: "O rapaz foi preso e não estou vendo nenhum protesto pela liberdade de expressão. Não tem nada. O rapaz apenas colocou "no site" o que leu. O culpado não é quem divulgou, mas quem escreveu (os telegramas diplomáticos)".

Assange, procurado pela justiça sueca por agressão sexual a duas mulheres, está preso na Inglaterra para possível extradição.O site WikiLeaks iniciou em 28 de novembro passado a publicação de 250 mil telegramas confidenciais do departamento americano de Estado.As revelações abalaram o governo americano, que se desculpou com diversos líderes estrangeiros.jz/LR

    Leia tudo sobre: euawikileaksbrasildocumentos diplomáticos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG