Os Estados Unidos estão dispostos a modificar seu plano de defesa antimísseis, se a Rússia ajudar a eliminar as ameaças procedentes da Coréia do Norte e do Irã, afirmou o subsecretário americano para Assuntos Políticos, William Burns, citado nesta sexta-feira pela agência russa de notícias Interfax.

"Também esperamos que os russos entendam que nenhum presidente americano pode permitir uma situação na qual os Estados Unidos estejam vulneráveis a potenciais armas nucleares em mísseis procedentes de países como Coréia do Norte, ou do Irã", destacou Burns, de acordo com entrevista publicada no site da Interfax.

"Mas se, por meio de uma forte diplomacia com a Rússia e com outros sócios, pudermos reduzir, ou eliminar, essa ameaça, isso muda nossa forma de ver a defesa antimísseis", explicou.

cal/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.