EUA dispostos a debater crise de Honduras no Conselho de Segurança da ONU

Os Estados Unidos, que presidem o Conselho de Segurança este mês, estão dispostos a trabalhar sobre a proposta do Brasil de incluir a crise de Honduras na pauta da instituição, informou nesta quarta-feira o porta-voz do departamento de Estado, Ian Kelly.

AFP |

"Exercemos a presidência do Conselho este mês, e estamos trabalhando sobre este pedido", declarou Kelly em entrevista coletiva.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva formulou a sugestão nesta quarta-feira em discurso na Assembleia Geral da ONU, onde foi o primeiro orador.

"A comunidade internacional deve ficar em alerta para garantir a inviolabilidade da missão diplomático do Brasil na capital de Honduras", acrescentou o dirigente brasileiro.

"Continuamos trabalhando com nossos parceiros das Nações Unidas e da Organização dos Estados Americanos (OEA) para promover o diálogo e abaixar a tensão", explicou o porta-voz.

Os Estados Unidos contribuíram para o restabelecimento de água e luz na embaixada brasileira de Tegucigalpa, onde está refugiado o presidente deposto Manuel Zelaya, e disponibilizou veículos para retirar as pessoas, lembrou Kelly.

Zelaya, expulso do poder em junho passado, está na embaixada brasileira desde segunda-feira.

jz/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG