EUA devem retomar a liderança em assuntos ligados ao meio ambiente, diz Al Gore

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, fez um apelo aos parlamentares americanos nesta quarta-feira para que apóiem o plano de resgate econômico do presidente Barack Obama e tomem rapidamente medidas para limitar as emissões de gases de efeito estufa, causadores do aquecimento global.

AFP |

"Para impulsionar nossa economia, recuperar a liderança econômica e moral no mundo e o controle de nosso destino, devemos tomar ações audazes agora", disse Gore ao Comitê de Relações Exteriores do Senado.

O prêmio Nobel da Paz, que também ganhou um Oscar por seu documentário "An Inconvenient Truth" (Uma verdade inconveniente, 2006) sobre o aquecimento do planeta, disse que Washington deve ter posição de liderança em relação ao tema, ante a reunião de cúpula da ONU que se celebrará em Copenhague no final do ano para discutir a mudança climática.

Se o Congresso "agir em seguida" para aprovar o pacote de estímulo econômico por 825 bilhões de dólares proposto por Obama e "tomar ações decisivas ainda este ano" para limitar as emissões de gás carbono, a delegação americana na capital dinamarquesa terá "autoridade renovada para liderar o mundo no delineamento de um tratado justo e efetivo", disse Gore.

"Este tratado deve ser negociado este ano. Não no próximo. Este ano", advertiu.

Gore elogiou o plano de resgate de Obama, que inclui itens favoráveis ao meio ambiente, como investimentos em eficiência energética, energia renovável e incentivos para a fabricação de veículos "verdes".

A comunidade internacional se reunirá no final do ano em Copenhague para tentar pôr em prática um tratado que determinará os esforços a serem empreendidos pelos países, industrializados e em desenvolvimento, para reduzir suas emissões contaminantes depois de 2012, data em que expira o Protocolo de Kyoto.

ok/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG