EUA desmentem existência de conversas secretas com o Irã

Os Estados Unidos desmentiram nesta segunda-feira a existência de discussões secretas com o Irã sobre o programa nuclear iraniano, mencionada na edição de hoje do jornal britânico The Independent.

AFP |

As discussões entre o ex-subsecretário de Estado americano Thomas Pickering e universitários e conselheiros políticos iranianos são "particulares", afirmou Tom Casey, porta-voz do departamento de Estado.

"Não é uma atividade do governo. Não é um canal do governo. Não se trata de uma forma de passar mensagens. Essas discussões não são oficiais. São discussões particulares, envolvendo particulares", declarou.

Um alto funcionário da Casa Branca, que não quis ser identificado, também desmentiu estas "conversas secretas", destacando que existem "canais claros" para negociar com o Irã e que "este não é um deles".

Segundo o jornal britânico, americanos e iranianos mantiveram discussões secretas sobre o programa nuclear iraniano e as relações entre os dois países, totalmente congeladas há cinco anos.

"Alguns dos iranianos envolvidos nas discussões colaboram com instituições oficiais no Irã", disse Pickering ao jornal, ressaltando que "cada parte manteve seu governo informado".

Estados Unidos e Irã não têm relações diplomáticas desde 1980.

O governo do presidente George W. Bush acusa Teerã de querer desenvolver a arma atômica, de armar extremistas no Iraque, de apoiar organizações terroristas e de alimentar a crise política no Líbano.

Bush se recusa a qualquer diálogo direto com o governo iraniano. Ele se disse disposto a conversar com representantes iranianos no contexto de um fórum multilateral, e sob a condição de que o regime islâmico suspenda suas atividades nucleares mais sensíveis.

sl/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG