EUA: desemprego será importante preocupação por algum tempo

Os governadores do Federal Reserve (Fed) continuam preocupados com a debilidade do emprego, revelam as atas da última reunião do comitê de política monetária, publicadas nesta quarta-feira.

AFP |

"A debilidade do mercado de trabalho continuou sendo fonte de forte preocupação para os participantes" da reunião realizada nos dias 15 e 16 de dezembro, destaca o documento.

"No geral", os membros do Comitê preveem que a taxa de desemprego, então situada em 10%, se manterá "elevada durante um certo tempo", revelam as atas, publicadas dois dias antes do relatório sobre o emprego nos Estados Unidos em dezembro.

"A taxa de desemprego não é o único indicador da profunda debilidade do mercado de trabalho", destaca o Fed.

O banco central americano destaca o fato de que a "relação entre a mão de obra empregada e o total da população caiu a seu nível mais baixo em 25 anos, e que no setor produtivo, o total de horas trabalhadas recuou mais "durante a recessão 2007-2009 do que no período 1981-1982".

Segundo "vários participantes", a boa surpresa do relatório sobre o emprego em novembro (que registrou perda de 11 mil postos de trabalho nos Estados Unidos neste mês, dez vezes menos que em outubro) deverá ser confirmada por outros informes antes que se possa admitir uma "recuperação do mercado de trabalho", destacam as atas.

Os membros do Fed "destacaram que o lento ritmo da queda do emprego reflete, principalmente, uma desaceleração nas demissões; já que poucas empresas estão contratando", segundo as atas.

mj/LR/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG