EUA deram 2,5 milhões de dólares para demolir torre em reator norte-coreano

Os Estados Unidos revelaram nesta sexta-feira terem contribuído com 2,5 milhões de dólares para financiar a demolição da torre de esfriamento de um reator nuclear da Coréia do Norte, como parte do esforço de desnuclearização do país.

AFP |

Um funcionário americano, que pediu o anonimato, confirmou o montante, mas não o custo total de demolição da torre de 30 metros, que segundo os norte-coreanos foi de cinco milhões de dólares.

O jornal The New York Times informou nesta sexta-feira que os conservadores mais ortodoxos de Washington, céticos em relação ao acordo com a Coréia do Norte, consideraram excessiva a contribuição americana.

A televisão mostrou como a torre - símbolo do programa nuclear do país - desaparecia em uma grande nuvem de fumaça, ficando reduzida a escombros.

"Foi um passo significativo e muito importante", afirmou o funcionário do departamento de Estado, Sung Kim, presente no local da demolição.

Ao longo de décadas, a torre de esfriamento do reator de plutônio em Yongbyon, 96 km a norte da capital Pyongyang, foi o símbolo mais visível do projeto norte-coreano de obter armas nucleares.

pp/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG