A Casa Branca denunciou nesta segunda-feira o ataque suicida cometido no domingo contra policiais paquistaneses em Islamabad, que deixou 15 mortos, qualificando a ação de ato desnecessário de violência e prometendo ajudar o Paquistão a lutar contra este inimigo comum.

"Prestamos nossas sinceras condolências aos feridos neste ato desnecessário de violência e, especialmente, às famílias que perderam seus seres amados", disse Gordon Johndroe, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca.

O ataque matou 14 policiais e um civil, quando as forças de segurança acompanhavam uma manifestação diante da Mesquita Vermelha de Islamabad, para lembrar o assalto militar do ano passado contra militantes islâmicos entrincheirados no local.

O presidente americano, George W. Bush, está em Toyako, no norte do Japão, para participar da Cúpula dos Oito Países mais Industrializados (G8), que começa nesta segunda-feira.

ok/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.