EUA declaram filho de ex-presidente da Libéria culpado de tortura

O filho do ex-presidente da Libéria Charles Taylor foi declarado culpado nesta quinta-feira por um júri, em Miami, num processo pela prática de torturas. É o primeiro julgamento de um cidadão americano por crimes cometidos no exterior, informou uma fonte judicial à AFP.

AFP |

Um júri de 12 membros declarou Charles McArthur Emmanuel Taylor, mais conhecido como "Chuckie" Taylor, culpado de conspiração para assassinar e da prática de sevícias. Foram dois dias de deliberações.

Taylor, de 31 anos, enfrenta uma possível condenação à prisão perpétua.

jco/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG