EUA: declarações da Coréia do Norte não ajudam a solucionar a crise

As declarações recentes da Coréia do Norte, que anunciou o rompimento do diálogo com a Coréia do Sul, são inoportunas e não ajudam a resolver a crise, afirmou o principal negociador americano para a questão norte-coreana, Christopher Hill.

AFP |

"Estas declarações tem sido com freqüência muito inoportunas e não ajudam em absoluto a situação. A Coréia do Norte deve estender a mão a seus vizinhos", declarou em Jacarta o subsecretário de Estado americano responsável pela Coréia.

A tensão entre as duas Coréias aumentou na quinta-feira, quando o regime de Pyongyang anunciou a ruptura do diálogo com Seul, no momento em que o processo para o fim do programa nuclear do país comunista se encontra paralisado.

Hill afirmou não saber como a decisão afetará a atual relação frágil entre os dois países e as negociações de desnuclearização entre as Coréias, Estados Unidos, China, Japão e Rússia.

As negociações estão paralisadas por causa de uma divergência a respeito de uma declaração que a Coréia do Norte se comprometeu a divulgar, com todas as suas atividades nucleares.

"Os Estados Unidos esperam obviamente receber uma declaração completa em breve", declarou Hill, que pode se reunir com um representante norte-coreano após a visita de pretende fazer domingo ao Timor Leste.



    Leia tudo sobre: coréia do nortecoréia do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG