EUA: Corte Suprema nega-se a responsabilizar o Iraque por atos de Saddam

A Suprema Corte dos Estados Unidos concluiu nesta segunda-feira que o atual governo iraquiano não pode ser considerado responsável por atos praticados por Saddam Hussein, rejeitando o pedido de três cidadãos americanos presos e maltratados no Iraque no começo dos anos 90.

AFP |

Em decisão unânime, a mais alta jurisdição do país rechaçou a demanda do correspondente da CBS News, Bob Simon, e das famílias de Kenneth Beaty - um técnico do setor de petróleo - e William Barloon, agente de manutenção do setor aéreo, que foram presos entre 1993 e 1995, sob o regime de Saddam Hussein.

Os demandantes pediam à Suprema Corte a possibilidade de reclamar indenicações financeiras do atual governo iraquiano.

lum/cel/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG