EUA continuam "abertos a diálogo" com Irã, diz Hillary Clinton

Secretária de Estado americana afirmou que espera que o governo iraniano abandone suas ambições nucleares

EFE |

Washington - A secretária de Estado, Hillary Clinton, deixou claro que os Estados Unidos continuam "abertos ao diálogo" com o Irã para resolver as tensões por seu programa de armas nucleares, segundo uma entrevista divulgada neste domingo pelo Departamento de Estado, dado ao jornal "The New York Times".

O Governo dos EUA quer que o Irã abandone totalmente suas ambições nucleares, embora Teerã sempre tenha insistido em que seu programa tenha fins pacíficos. "Se isso levar seis meses, um ou cinco anos, o que preocupa nossos amigos e parceiros é que o Irã adquira armas nucleares", disse Hillary.

Segundo ela, as sanções impostas nos últimos dois meses por parte de EUA, Europa e partes da Ásia tiveram um verdadeiro impacto. Nesse sentido, a chefe da diplomacia americana considerou que a via atual de sanções "tem o melhor potencial para mudar a conduta iraniana".

A oferta ao diálogo dos EUA acontece no momento em que, segundo o jornal, o Irã sofreu uma baixa nas importações de gasolina e que alguns bancos na Europa e Ásia cercearam seus negócios com esse país por temor a perder acesso ao sistema financeiro americano. A entrevista por telefone com Hillary, de 20 minutos, foi concedida na sexta-feira passada, mas o Departamento de Estado divulgou todo seu conteúdo hoje, depois que o jornal nova-iorquino publicou parte da conversa.

    Leia tudo sobre: iGeuairãhillary clintonimpasse nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG