Os Estados Unidos consideram que o líder talibã paquistanês Baitullah Mehsud está morto e que esse golpe causa confrontos internos entre os rebeldes, disse neste domingo o conselheiro de Segurança Nacional do presidente norte-americano Barack Obama, James Jones.

Em resposta às informações contraditórias que circulam sobre a suposta morte na quarta-feira do líder dos talibãs no Paquistão após a explosão de um míssil norte-americano, Jones afirmou à rede de televisão Fox que funcionários do governo em Washington consideram que Mehsud morreu.

"Acreditamos nisso", disse Jones, um general da reserva. "O governo paquistanês acredita que tenha morrido e todos os sinais que temos sugerem isso", acrescentou.

O general não pode confirmar as informações segundo as quais outro líder talibã paquistanês teria morrido em uma troca de tiros com um rival pela sucessão de Mehsud.

"Ouvimos coisas desse tipo. Mas não posso confirmar. Claramente, parece que há tensões entre eles. Não é ruim para nós", concluiu o conselheiro presidencial norte-americano.

jm/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.