EUA confirmam retorno de Zelaya e pedem calma a hondurenhos

Washington, 21 set (EFE).- Os Estados Unidos confirmaram hoje que o presidente deposto de Honduras Manuel Zelaya retornou a seu país e pediu aos cidadãos que mantenham a calma para evitar a violência.

EFE |

O porta-voz do Departamento de Estado, Ian Kelly, confirmou o retorno de Zelaya e reiterou o pedido para que as duas partes evitem "qualquer ação que possa derivar em um surto de violência".

Kelly assegurou que, por enquanto, não têm informação sobre a localização exata do presidente deposto, embora tenha dito que a embaixada americana em Tegucigalpa está buscando detalhes concretos e informações sobre o caso.

O porta-voz não falou sobre a situação legal de Zelaya em Honduras e, segundo disse, isso depende do "regime de fato em Tegucigalpa".

"Certamente nós achamos que Zelaya é o líder constitucional e democrático de Honduras", reiterou Ian Kelly.

O presidente deposto hondurenho disse hoje, em declarações por telefone ao canal "Telesur", que chegou a Tegucigalpa para iniciar "um diálogo", mas não informou sobre onde estava.

Sua mulher, Xiomara Castro, disse que Zelaya está na embaixada do Brasil na capital hondurenha. EFE pgp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG