Pentágono acredita que Bradley Manning, de 22 anos, enviou ao "Wikileaks" 92 mil relatórios sobre o conflito afegão

O Pentágono confirmou nesta quarta-feira que o principal suspeito do vazamento de documentos confidenciais sobre a Guerra no Afeganistão é o analista de inteligência Bradley Manning , que foi cogitado como possível fonte desde o dia da divulgação do caso.

O Departamento de Defesa americano acredita que Manning, de 22 anos, acusado no mês passado de vazar outros documentos ao site "Wikileaks" , teve acesso à rede global confidencial do Exército e ao sistema de emails e copiou dezenas de milhares de documentos, segundo um alto funcionário do Pentágono citado pela "CNN".

O departamento chefiado por Robert Gates suspeita agora que Manning entrou na rede altamente protegida e sigilosa Secret Internet Protocol Router Network (SIPRNET), que fornece acesso a emails e ao sistema de internet do Pentágono aos militares que têm a autorização adequada, de acordo com as mesmas fontes.

Para poder ter acesso a esses sistemas, o pessoal autorizado precisa de senhas e passar por outras medidas de controle, como o acesso físico, para conectar-se a sistemas específicos que fornecem informação confidencial nos mais altos níveis.

O fundador do "Wikileaks", Julian Assange , negou-se a revelar quem forneceu ao site os cerca de 92 mil documentos militares sobre a guerra do Afeganistão .

Entre outras informações, os relatórios militares revelam operações secretas , mortes de civis que nunca foram divulgadas publicamente e denunciam a ajuda dos serviços secretos paquistaneses ao movimento da milícia islâmica do Taleban. Manning foi detido no final de maio depois que o hacker Adrian Lambo denunciou o analista por ter feito o download de 260 mil documentos classificados e tê-los enviado ao " Wikileaks ".

O Pentágono apresentou em 5 de julho oito acusações contra Manning, que incluindo ter vazado ao "Wikileaks" um vídeo de um ataque aéreo americano no Iraque em julho de 2007 . Manning ainda não se pronunciou sobre sua culpabilidade ou inocência, porque ainda não há decisão se haverá um julgamento sobre ele. Depois de ser detido, ele foi enviado a uma base militar no Kuwait, onde ainda permanece. O Exército está tentando investigar quais eram seus contatos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.