EUA confirmam bombardeio de casa no Iraque e anunciam morte de soldado

Bagdá - O Exército dos Estados Unidos anunciou hoje a morte de um de seus soldados e confirmou que um helicóptero americano bombardeou uma casa no norte do Iraque, uma ação que, segundo fontes iraquianas, morreram os cinco membros de uma mesma família.

EFE |

Em comunicado divulgado hoje, o comando militar americano argumentou que o ataque de quarta-feira a uma casa da província de Salah ad-Din (norte) aconteceu em perseguição a um "terrorista da Al Qaeda", e que apenas o suposto criminoso teria morrido no bombardeio.

"Nossos soldados responderam a disparos em legítima defesa. Três soldados detectaram que o agressor se movimentava entre diferentes edifícios, o que nos levou a cercar a casa", disse o Exército americano.

"O criminoso não emitiu qualquer resposta, em evidência de suas intenções hostis, o que nos obrigou a pedir apoio aéreo a um helicóptero que destruiu a edificação", acrescentou.

No entanto, moradores da região disseram à Agência Efe que o dono da casa apenas realizou um disparo ao escutar vozes fora da casa, o que acreditou ser sinal de um assalto.

De acordo com o comunicado americano, a Polícia iraquiana identificou um corpo como sendo o do terrorista, e não localizou outras vítimas sob os escombros da casa.

Mas, contestando essa versão, fontes locais indicaram à Efe que um casal e seus três filhos morreram no bombardeio, e que outros três vizinhos ficaram feridos no incidente.

O comando militar americano também comunicou hoje a morte de um de seus soldados, ocorrida ontem em Bagdá como conseqüência de um ataque no leste da cidade.

Com esta baixa, sobe para 4.110 o número de soldados americanos mortos no Iraque desde o começo da invasão do país, em março de 2003.

Leia mais sobre: Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG