Tóquio, 11 ago (EFE).- A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, assegurou hoje ao ministro de Exteriores japonês, Masahiko Komura, que não vai retirar Coréia do Norte da lista de países terroristas na data prevista, segundo informou a agência Kyodo.

Komura informou aos jornalistas que esta manhã recebeu a confirmação desta informação por telefone.

O presidente americano, George W. Bush, notificou em junho o Congresso dos EUA sua intenção de retirar a Coréia do Norte da lista depois que Pyongyang entregou uma declaração com informação sobre seu potencial nuclear.

O prazo para retirar a Coréia do Norte da lista devia começar hoje.

No entanto, um funcionário da Casa Branca disse ontem aos jornalistas em Pequim que a Coréia do Norte ainda não emitiu procedimentos para verificar a informação que entregou em sua declaração nuclear.

Por isso, este funcionário assegurou que é razoável dizer que hoje não vai acontecer nada.

O principal negociador americano para a desnuclearização da Coréia do Norte, Christopher Hill, negociou com a parte chinesa um consenso sobre o procedimento de verificação do potencial nuclear norte-coreano.

Bush visitou a Coréia do Sul há uma semana, onde pressionou Pyongyang para que deixe verificar a informação sobre a declaração nuclear e possa ser retirada do "eixo do mal". EFE fab/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.