EUA confirmam 2.254 casos de gripe suína, com 104 internações

O governo dos Estados Unidos confirmou neste sábado que a gripe suína continua se espalhando pelo país, com o aumento do número de casos confirmados da doença a 2.254, com 104 pessoas hospitalizadas.

AFP |

A doença já chegou a 44 dos 50 estados e à capital, Washington DC. As autoridades de saúde se dedicam a pesquisar as características do novo vírus e buscam o desenvolvimento de uma vacina, informou Anne Schuchat, diretora do Centros de Controle de Doenças (CDC).

O México é o epicentro da epidemia mundial causada pelo vírus A-H1N1, com 48 mortes registradas, contra duas nos Estados Unidos, mas a maior potência mundial já superou o vizinho em número de pacientes.

"Estou segura de que realmente não é fácil concentrar-se nos números de cada estado, mas acredito que neste momento os números não nos dizem tanto quanto as tendências", afirmou Schuchat, subdiretora interina para Ciência e Saúde Pública dos Estados Unidos.

"Nossa opinião é que a transmissão aqui nos Estados Unidos está em curso atualmente, que se trata de um vírus muito transmissível, similar aos vírus sazonais da gripe comum", explicou.

Ao comentar que existem mais de 3.000 casos confirmados e prováveis de gripe suína nos Estados Unidos, Schuchat declarou à imprensa: "Felizmente, a gravidade da doença que estamos vendo não nos parece mais tão terrível como a grave pandemia de grau cinco que alguns haviam temido".

oh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG