Washington, 17 set (EFE).- O Governo americano condenou hoje energicamente o atentado contra as tropas italianas no Afeganistão, que deixou seis mortos e quatro feridos, e enviou suas mais sentidas condolências aos familiares das vítimas.

"Os Estados Unidos condenam energicamente este ato de violência sem sentido que matou italianos e afegãos", disse o porta-voz do Departamento de Estado americano, Ian Kelly.

O atentado aconteceu na madrugada passada entre o aeroporto e o militarizado bairro de Cabul que reúne as principais embaixadas.

Além dos seis soldados italianos mortos, outras 38 pessoas ficaram feridas, segundo distintas fontes.

"Estamos profundamente tristes pela perda destas vidas neste brutal atentado no Afeganistão e estendemos nossas mais sinceras condolências a seus familiares e amigos", disse Kelly.

O porta-voz afirmou que este ato terrorista "reforça a necessidade de que os EUA e seus aliados, junto com o povo do Afeganistão, continuem fazendo seu trabalho".

Em declarações à imprensa ao chegar à cúpula extraordinária da União Europeia (UE), o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, expressou seu desejo de que os soldados italianos destacados no Afeganistão possam "voltar para casa em breve", mas descartou fazê-lo precipitadamente e de forma unilateral.

Desde 2004, 20 militares italianos morreram no Afeganistão.

Atualmente, o país asiático tem 3.200 soldados da Itália em seu território. EFE elv/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.