EUA condenam atentado talibã a prédios do governo afegão

WASHINGTON - O governo dos Estados Unidos condenou nesta quarta-feira o atentado talibã contra três prédios governamentais em Cabul, no qual morreram pelo menos 20 pessoas - 11 delas civis - e outras 57 ficaram feridas.

EFE |


"Condenamos este ataque; é um atroz ato de terrorismo. O governo do Afeganistão o investigará e esperamos que os culpados deste ataque tenham de responder à Justiça", afirmou o porta-voz adjunto do Departamento de Estado americano, Robert Wood.

O atentado aconteceu na véspera da primeira visita a Cabul do representante especial dos EUA para Afeganistão e Paquistão, Richard Holbrooke, mas Washington não quis relacionar o ataque à viagem de seu enviado especial à região.

"Não tenho nada que me permita chegar a essa conclusão. Simplesmente não sabemos. Os ataques estão sendo investigados pelas autoridades afegãs", assinalou Wood em sua entrevista coletiva diária.

O ataque foi dirigido contra três prédios governamentais em Cabul e incluiu um assalto ao Ministério da Justiça e dois atentados suicidas.

O Ministério do Interior disse que entre os 20 mortos há sete policiais, dois membros dos serviços de inteligência e 11 civis, embora uma fonte do Ministério da Saúde tenha informado que 26 perderam a vida e 50 ficaram feridas.

Os oito talibãs que integravam o comando terrorista, armados com rifles e granadas, também perderam a vida, segundo a versão oficial.

Leia também:


Leia mais sobre talebans

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG