Washington, 14 abr (EFE).- Um júri da Corte Federal de Washington declarou dois membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) culpados de conspirar para levar toneladas de cocaína aos Estados Unidos.

Juan José Martínez Vega ("Chiguiro") e Erminso Cuevas Cabrera ("Mincho") fazem parte de um grupo de 50 líderes das Farc contra quem os EUA apresentaram acusações em 2006 por traficar US$ 25 bilhões em cocaína a território americano e outros países.

O veredicto foi emitido na terça-feira, após sete semanas de julgamento na Corte Federal do Distrito de Columbia, que emitirá a sentença em 21 de julho.

O júri os considerou culpados da acusação de conspiração para levar cocaína aos EUA e conspirar para distribuir a droga "com o conhecimento" de que fora trazida do exterior.

Pelas acusações, ambos poderiam ser condenados a prisão perpétua.

No entanto, em virtude do acordo de extradição entre EUA e Colômbia, os guerrilheiros não podem receber tal pena.

"Mincho" foi extraditado da Colômbia para os EUA em 2007 e "Chiguiro", em abril de 2008. EFE elv/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.