EUA colocam costa leste em alerta por furação Earl

Tormenta de categoria 3 faz autoridades ordenarem retirada de turistas e residentes das zonas costeiras da Carolina do Norte

iG Sâo Paulo |

A costa leste dos Estados Unidos se encontra em alerta por causa da chegada do furacão Earl , cujos poderosos ventos e grandes ondas começaram a atingir a região nesta quarta-feira, alertou o Centro Nacional de Furacões (NHC). O furacão perdeu intensidade nesta quarta-feira a caminho do litoral dos Estados Unidos e se transformou em um ciclone de categoria três, com ventos de 205 km/h.

AP
Imagem divulgada em 01/09/2010 pela Nasa mostra Furacão Earl. Foto foi tirada por astronauta Douglas Wheelock na Estação Espacial Internacional em 31/08/2010
Por causa da proximidade do fenômeno, as autoridades da Carolina do Norte ordenaram a retirada forçada nas zonas costeiras do Estado. O furacão, que se dirige à costa americana depois de causar destruição e cortes de energia em várias ilhas do Caribe, percorrerá a região durante o fim de semana prolongado pelo Dia do Trabalho americano.

Na noite de terça-feira, as autoridades ordenaram a retirada de todos os turistas e moradores da ilha de Ocracoke. Por sua extensão, a tormenta poderia provocar fortes ondas e inundações nas áreas litorâneas entre quinta-feira e sexta-feira.

O Departamento de Transporte afirmou que enviará nesta quarta-feira à região todas as embarcações possíveis para ajudar na retirada da população. Ocracoke faz parte de uma longa cadeia de ilhas ao longo do litoral da Carolina do Norte que são balneários muito movimentados nos feriados.

Às 9 horas de Brasília, o olho do Earl se localizava a 295 km a leste de San Salvador, Bahamas, e a 1.255 km a sul-sudeste de Cabo Hatteras, Carolina do Norte, informou o NHC. As autoridades deram ordens nesta quinta-feira para a retirada de todos os visitantes de Hatteras.

Outra tempestade

A tempestade tropical Fiona, cerca de 230 quilômetros leste das ilhas Leeward, fortaleceu-se nesta quarta-feira, com ventos de até 97 km/h ao se deslocar a oeste-noroeste, disse o NHC. Espera-se que a Fiona siga no sentido norte a noroeste no Atlântico, mais para o leste do que o Earl, e continue como uma tempestade tropical ao atingir intensidade máxima.

*Com EFE, AFP e Reuters

    Leia tudo sobre: furacãoearlatlântico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG