EUA cogitam abrir escritório de interesses no Irã

Washington, 14 out (EFE).- Os Estados Unidos acham que poderia ser útil ter uma delegação diplomática em Teerã, e, para isso, estão analisando várias possibilidades, como criar uma escritório de interesses, embora nenhuma decisão tenha sido tomada até o momento, afirmou hoje uma fonte do Governo.

EFE |

"Não tenho nenhum anúncio a fazer, mas continua sendo uma idéia interessante", declarou o porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack, ao ser perguntado sobre uma nota do jornal "The Washington Post", segundo a qual, em meados de novembro, os EUA anunciariam a instalação de uma seção no Irã.

"Sempre estamos vendo maneiras de nos aproximarmos dos iranianos, de falarmos sobre áreas nas quais achamos que temos interesses comuns e de permitir aos americanos acesso à cultura, à literatura, à arte e a outros aspectos da sociedade iraniana", disse o funcionário.

"Há muitas maneiras diferentes de fazer isso. Mencionamos um escritório de interesses como possível maneira de fazê-lo", lembrou McCormack.

Há alguns meses, o Governo começou a discutir a possibilidade de abrir um escritório de interesses em Teerã, similar ao que mantém em Cuba desde 1977.

O porta-voz afirmou que, "em vários aspectos", a Administração do presidente George W. Bush considerou "muito útil" o escritório de Havana.

Os Estados Unidos não mantêm relações diplomáticas com o Irã e seus interesses são representados pela Suíça, enquanto Teerã, por sua vez, possui um escritório de interesses na embaixada do Paquistão em solo americano.

Porém, a Casa Branca está incomodada com os recentes acordos energéticos que a Suíça assinou com o Irã.

"Expressamos publicamente nossas preocupações sobre um número de países que contempla possíveis acordos energéticos com o Governo do Irã. Falamos com eles", destacou McCormack.

EUA e Irã romperam relações diplomáticas após a Revolução Islâmica de 1979, que derrubou o xá Reza Pahlevi, na época apoiado pelos americanos. EFE ca/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG