repreensível expulsão da HRW da Venezuela - Mundo - iG" /

EUA classificam como repreensível expulsão da HRW da Venezuela

Washington, 19 set (EFE).- O Governo dos Estados Unidos classificou hoje como repreensível a expulsão por parte da Venezuela de dois representantes da organização pró-direitos humanos Human Rights Watch (HRW), que descreveu como uma organização independente que cumpre uma função importante.

EFE |

"A expulsão por parte do Governo da Venezuela do líder de uma instituição internacional independente e respeitada como a Human Rights Watch é repreensível", disse à Agência Efe Sara Mangiaracina, porta-voz do departamento de Estado americano.

Sara lembrou que a HRW "criticou Governos de todo o hemisfério ocidental sobre temas diversos, incluindo o americano, e nunca alguém respondeu dessa forma".

Em vez de recorrer a expulsões, "os sistemas abertos e transparentes entabulam um diálogo com indivíduos e organizações com posições críticas", afirmou Sara.

A Venezuela expulsou ontem à noite os diretores da ONG pró-direitos humanos Human Rights Watch (HRW) José Miguel Vivanco e Daniel Wilkinson, depois de os dois apresentarem um relatório crítico sobre os direitos humanos no país.

O ministro da Informação venezuelano, Andrés Izarra, afirmou que ainda a HRW faz parte de um "plano para gerar um golpe e inclusive o magnicídio" do presidente Hugo Chávez.

"O plano está em andamento" e a ONG "é só um dos atores" do complô, uma "organização de fachada dos Estados Unidos para intervir nos países", completou Izarra.

O departamento de Estado americano, por sua vez, destacou que a HRW, com sede em Nova York, desempenha "uma função importante de supervisão da sociedade civil em Estados democráticos", e que estes respeitam seu papel e seu direito à livre expressão. EFE cma/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG