desprezíveis novos comentários da Al Qaeda - Mundo - iG" /

EUA chamam de desprezíveis novos comentários da Al Qaeda

WASHINGTON 0 O Departamento de Estado americano declarou hoje desprezíveis os comentários do número dois da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, que pediu aos muçulmanos que sigam com atentados contra os Estados Unidos e criticou o presidente eleito, Barack Obama.

EFE |

O porta-voz do Departamento de Estado, Sean McCormack, disse em sua coletiva de imprensa diária que a mensagem de Zawahiri só representa "mais comentários desprezíveis por parte de um terrorista".

O Departamento de Segurança Nacional disse que a gravação, o primeiro comentário da rede terrorista Al-Qaeda sobre a eleição de Obama, não demonstra com clareza um possível aumento de uma ameaça terrorista contra solo americano.

Na gravação, publicada em várias páginas na internet, o líder terrorista acusa Obama de ser um "escravo doméstico" e de ter dado as costas às raízes muçulmanas de seu pai queniano.

"A comunidade muçulmana recebeu com extrema amargura seu ponto de vista hipócrita sobre Israel", disse o "número dois" da Al-Qaeda, que acusa Obama de ser filho de "um pai muçulmano, mas que escolheu se alienar com os inimigos".

A equipe de transição do presidente eleito evitou fazer comentários sobre a gravação.

A última mensagem de Zawahiri tinha sido divulgada em 8 de setembro e nela, ele criticava as autoridades iranianas por adotarem "políticas de dois pesos e duas medidas" no Oriente Médio.

Leia mais sobre Obama

    Leia tudo sobre: terroristas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG