EUA cancelam estudos clínicos com vacina contra a Aids

Os Estados Unidos decidiram desativar um projeto de estudos clínicos em grande escala de uma vacina contra a Aids diante dos temores sobre sua eficácia, informou o Instituto Nacional de Alergias e Enfermidades Infecciosas (NIAID).

AFP |

A decisão, anunciada na noite de quinta-feira, acontece menos de um ano depois da suspensão do estudo clínico internacional de outra vacina experimental do laboratório americano Merck sobre o vírus da imunodeficiência humana (HIV), que era considerado um dos mais promissores.

O NIAID, que integra os Institutos Nacionais Americanos da Saúde (NIH), indicou que, depois de consultar os cientistas, resolveu não realizar o estudo da vacina conhecida como PAVE 100.

"No entanto, o NIAID acha que a vacina é cientificamente interessante e suficientemente diferente das vacinas com o HIV testadas anteriormente para pensar em estudos clímicos menos importantes e mais focalizados", indicou o Instituto.

O estudo clínico desta vacina, que usa cepas do vírus provenientes de diferentes regiões do planeta, devia ser realizado com 8.500 voluntários nos Estados Unidos, América do Sul, Caribe e África.

O fracasso da vacina da Merck, anunciado em setembro de 2007, influenciou na decisão do NIAID de cancelar os estudos da PAVE, indicaram nesta sexta-feira os jornais americanos.

ddl/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG