EUA buscam sobreviventes após inundação em camping

Torrente de água inundou o Parque Nacional surpreendendo durante a noite campistas e famílias abrigadas em cabanas de montanha

AFP |

Equipes de resgate buscaram neste sábado sobreviventes em uma remota floresta do Arkansas (sul dos EUA), um dia após uma devastadora e súbita inundação provocada por fortes chuvas deixar ao menos 18 mortos. O número de desaparecidos ainda é desconhecido.

Reuters
Uma van capotada e um veículo danificado são vistos em área destinada aos acampamentos, que foi invadida pela água
As equipes de resgate recuperaram neste sábado mais dois corpos, elevando para 18 o balanço de mortos, disse à AFP Matt DeCample, porta-voz do gabinete do governador do Arkansas. Na sexta-feira, fontes divulgaram que os mortos chegavam a 20 na região.

Sobreviventes contaram que uma torrente de água inundou o Parque Nacional Ouachita (de 700 mil hectares), surpreendendo durante a noite campistas e famílias abrigadas em cabanas de montanha, no início das férias de verão (boreal).

Os funcionários, que ainda têm esperanças de encontrar mais sobreviventes, consideram impossível saber quantas pessoas estão desaparecidas, porque o camping Albert Pike, a zona mais afetada do parque, não possuía um sistema de registro, e nos outros pontos os registros foram levados pela água.

"Nossa sensação é que havia cerca de 300 pessoas" nos locais, disse Chad Stover, porta-voz do departamento de gestão de emergências do estado do Arkansas. E acrescentou que não se sabe quantas pessoas escaparam do local.

O governador do Arkansas, Mike Beebe, afirmou que 15 dos mortos foram identificados, incluindo "várias crianças".

A senadora do Arkansas, Blance Lincols, que se dispôs a percorrer a zona ao lado do secretário de Agricultura, Tom Vilsak, explicou que a remota localização do parque dificulta os trabalhos de resgate.

"Não houve quase tempo de advertir ninguém no local", disse à rede de televisão CNN.

Na sexta-feira, três helicópteros participaram dos trabalhos de busca, junto com equipes de resgate a pé e a cavalo, que conseguiram encontrar 30 sobreviventes.

Também foi levado até o Parque um caminhão refrigerado, que serve como necrotério temporário.

O presidente americano, Barack Obama, enviou na sexta-feira uma mensagem com suas "sinceras condolências" às famílias dos falecidos, e ofereceu ajuda federal de emergência.

A Cruz Vermelha americana mobilizou, por sua vez, equipes de ajuda psicológica, que oferecerão apoio aos pelo menos 200 desabrigados pela inundação.

"Dispomos de psicólogos voluntários que se ocupam das famílias", explicou a porta-voz, Brigette Williams. "Estas pessoas perderam tudo", acrescentou.

    Leia tudo sobre: Enchentechuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG