EUA avalia esvaziar prisão de Guantánamo (Washington Post)

O governo norte-americano está desenvolvendo um plano de longo prazo para esvaziar sua prisão na base de Guantánamo (Cuba), e tenta decidir o que fazer com os prisioneiros que não irão a julgamento, informou nesta sexta-feira o jornal The Washington Post.

AFP |

O governo de George W. Bush poderá pedir ao Congresso que "determine procedimentos para muitos suspeitos de terrorismo a quem o governo não planeja indiciar", segundo o jornal que cita funcionários sem identificá-los.

Em junho a Suprema Corte decidiu que os prisioneiros apelem da sua detenção em julgamentos civis, enquanto que o governo assegurou que pretende levar entre 60 e 80 presos de Guantánamo a comissões militares, apesar de apenas 20 terem sido formalmente acusados.

Mas "o ponto principal do intenso debate é o que fazer com os cerca de 120 prisioneiros que o governo considera muito perigosos para pôr em liberdade, mas que não podem ser levados a comissões militares por falta de evidências", considera o artigo.

"Os funcionários estão considerando propor uma lei nos próximos dias que estabeleça procedimentos legais para esses prisioneiros, que poderão ser transferidos para prisões militares ou civis em território norte-americano", segundo o relatório.

Bush assegurou que quer pôr um fim na controvertida prisão de Guantánamo, que se encontra no litoral de Cuba apesar da oposição do governo cubano.

mdl/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG