EUA: assessor de Obama defende promessa de encontrar Bin Laden

Um importante assessor de Barack Obama negou nesta quinta-feira que o candidato democrata à Casa Branca tenha proferido uma bravata irresponsável quando prometeu encontrar e prender o líder da rede terrorista Al Qaeda, Osama Bin Laden.

AFP |

A poucos dias do confronto final com o candidato republicano, John McCain, o candidato democrata reforçou sua retórica sobre segurança nacional, afirmando também que está pronto para atacar os extremistas no Paquistão se o governo de Islamabad falhar neste sentido.

"Vou acabar com esta guerra no Iraque. E por fim acabaremos por encontrar a Al Qaeda e Bin Laden, que mataram 3.000 americanos no dia 11 de setembro" de 2001, nos atentados a Nova York e Washington, disse Obama nesta quinta-feira em um comício em Sarasota, Flórida (sudeste).

O assessor Robert Gibbs negou que a maneira de falar de Obama tenha um "estilo mafioso", como acusaram alguns repórteres ao final do comício.

Obama "disse claramente no último debate (presidencial) que o objetivo em relação a Osama bin Laden seria a morte ou a captura", indicou Gibbs.

jit/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG