Taipé, 7 jan (EFE).- O Departamento de Defesa dos Estados Unidos aprovou a venda a Taiwan de equipamentos militares, incluindo antimísseis Patriot, apesar da forte oposição da China, revelou hoje a representação de Washington na ilha.

O pacote bélico não inclui os aviões F-16, que Taiwan espera conseguir dos Estados Unidos, disse em entrevista coletiva um porta-voz do Instituto Americano em Taiwan, que representa os interesses de Washington.

O anúncio ocorre após o conflito comercial surgido entre a ilha e os Estados Unidos devido à recusa do Parlamento taiuanês em aceitar um acordo governamental liberalizando a importação de carne bovina americana.

A China expressou esta semana sua firme oposição à venda de armas à ilha, que considera parte de seu território.

O Pentágono informou ao Congresso americano, em outubro do ano passado, sobre o plano de vender um pacote bélico a Taiwan avaliado em US$ 6,5 bilhões. EFE flp/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.