EUA aplicam sanções a empresas marítimas por operar para o Irã

Departamento do Tesouro explicou que companhias de carga estavam envolvidas em programas de mísseis e terão ativos congelados

iG São Paulo |

O Departamento do Tesouro americano aplicou sanções a 24 empresas marítimas de carga, entre elas 20 de Hong Kong e quatro da ilha de Man, por operarem supostamente para empresas iranianas envolvidas em programas de mísseis.

O Departamento do Tesouro tornou pública a lista dessas companhias, que terão congelados eventuais ativos nos Estados Unidos.

Em comunicado, o departamento disse que trata-se de "filiais da Islamic Republic of Iran Shipping Lines (IRISL)", o armador do Estado iraniano.

Os Estados Unidos também impuseram punições a "duas entidades vinculadas à Organização de Indústrias Aeroespaciais do Ministério da Defesa do Irã". Segundo Washington, todas estas empresas participam dos programas de mísseis de Teerã.

"A IRISL está submetida à imensa pressão financeira, com sanções internacionais, e recorre a precauções extremas para ocultar sua rede e suas naves", explicou o subsecretário do Tesouro encarregado da luta contra o terrorismo, Stuart Levey, citado no comunicado.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: irãeuasançõesdepartamento do tesouromísseis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG