EUA anunciam retirada de parte de suas tropas do Paquistão

Porta-voz do Pentágono afirmou que autoridades paquistanesas pediram aos EUA que reduzissem a presença no país

BBC Brasil |

selo

O Exército dos Estados Unidos anunciou a retirada de parte de suas tropas do Paquistão, após receber um pedido do governo paquistanês para reduzir sua presença no país. O pedido ocorreu após a operação militar americana que matou o líder da rede Al-Qaeda, Osama bin Laden, no início de maio na cidade paquistanesa de Abbottabad.

Os Estados Unidos têm mais de 200 soldados no Paquistão para auxiliar no treinamento do Exército local, mas acredita-se que há ainda outros membros de serviços de inteligência e forças especiais operando no país. Um porta-voz do Pentágono confirmou que nas últimas duas semanas o Paquistão havia pedido ao Exército americano para reduzir sua presença no país.

O número de soldados retirados, porém, deve ser pequeno. Ainda não está claro se a retirada inclui também membros dos serviços de inteligência e de forças especiais que estariam clandestinamente no país.

Descontentamento

O pedido do Paquistão parece ser mais um sinal de descontentamento do país com a maneira com que foi feita a operação para matar Bin Laden, sem o conhecimento das autoridades paquistanesas. As relações entre os Estados Unidos e o Paquistão sempre foram complexas e frágeis, mas estão atualmente num momento particularmente volátil.

No governo americano, há uma forte suspeita de que pessoas ligadas ao governo paquistanês sabiam onde Bin Laden estava escondido. Também há insatisfações sobre o destino da ajuda militar americana ao país. Além disso, o primeiro-ministro do Paquistão, Yousuf Raza Gilani, esteve recentemente na China para comprar caças e reafirmar uma aliança estratégica com o país asiático, numa ação que preocupa os Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: paquistãoeuatropasexército

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG