EUA anunciam plano sobre segurança na fronteira com México

Washington, 24 mar (EFE).- O Governo do presidente americano, Barack Obama, anunciou hoje um plano para aumentar o controle na fronteira com o México que prevê o envio de mais agentes federais à área, com o objetivo de reforçar a vigilância.

EFE |

O plano foi divulgado hoje na Casa Branca pela secretária de Segurança Nacional, Janet Napolitano, às vésperas da viagem ao México da chefe da diplomacia dos EUA, Hillary Clinton.

"O presidente está preocupado com o aumento da violência, particularmente em Ciudad Juárez e Tijuana, e o impacto que tem sobre as comunidades dos dois lados da fronteira", afirmou a Casa Branca.

O plano prevê "interceptar com mais eficácia os fluxos ilegais de armas e de dinheiro para o México, e garantir que a proteção de nossa fronteira resista ao fluxo de drogas e violência para os Estados Unidos".

A descrição das atividades que serão realizadas pelas diferentes agências do Governo dos Estados Unidos não menciona um aumento do uso de forças militares, e assinala que o Pentágono colaborará com as Forças Armadas do México "para aumentar a troca de informação, a interoperabilidade, a instrução e a equipagem das unidades antinarcóticos".

O Departamento de Segurança Nacional desenvolve um plano que inclui o aumento para o dobro das equipes de tarefa de proteção fronteiriça que, segundo o comunicado, incorporam agentes policiais e de inteligência dos dois países.

Este departamento aumentará para o triplo o número de especialistas de inteligência na fronteira, aumentará para o dobro as equipes de repressão a criminosos estrangeiros, e multiplicará por quatro o número de escritórios de ligação que colaboram com as agências policiais mexicanas. EFE jab-mp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG