O Exército americano anunciou a morte de quatro militantes iraquianos supostamente treinados pelo Irã em um confronto ao norte de Bagdá.

O enfrentamento ocorreu durante a busca de um militante "treinado pelos iranianos" e suposto responsável por "receber armas e dinjeiro do Irã para atacar as forças da coalizão na cidade de Rashidiya", ao norte de Bagdá, afirma um comunicado militar.

Sobre o militante procurado, identificado como membro de um "grupo especial", a nota destaca que também era suspeito de ter participado e colaborado com seqüestros e atos de violência sectária contra civis iraquianos.

Cinco militantes também foram presos durante a operação.

O Exército americano classifica de "grupos especiais" os bandos de milicianos xiitas armados, treinados e apoiados pelo Irã para executar ataques no Iraque.

jds/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.