EUA ajudarão a mobilizar US$100 bi/ano para clima

COPENHAGUE (Reuters) - A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, prometeu na quinta-feira que seu país ajudará o mundo a angariar 100 bilhões de dólares por ano até 2020 para ajudar os países pobres a enfrentarem a mudança climática, num gesto que visa a superar o impasse nas negociações da conferência da ONU em Copenhague, que termina na sexta-feira. Em contrapartida, no entanto, ela disse que o mundo precisa alcançar um acordo forte nessa questão, e que a China precisa ser transparente a respeito de suas medidas para controlar as emissões de gases do efeito estufa.

Reuters |

"No contexto de um acordo forte, em que todas as grandes economias estejam por trás de ações significativas de mitigação e ofereçam total transparência quanto à sua implementação, os Estados Unidos estão preparados para trabalhar com outros países na direção da meta de mobilizar conjuntamente 100 bilhões de dólares por ano até 2020 para tratar das necessidades dos países em desenvolvimento quanto à mudança climática", disse Hillary em entrevista coletiva.

"Esperamos que esta verba venha de uma variedade de fontes, públicas e privadas, bilaterais e multilaterais, inclusive fontes alternativas de financiamento", acrescentou.

Ela cobrou da China que reveja sua oposição a medidas para a medição, notificação e verificação das restrições às emissões.

"Seria difícil imaginar, falando pelos Estados Unidos, que pudesse haver o compromisso jurídico ou financeiro que acabei de anunciar na ausência de transparência do segundo maior emissor (de gases do efeito estufa), e agora suponho o maior emissor."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG