EUA ainda aguardam informações sobre turistas detidos no Irã

Washington, 2 ago (EFE).- Os Estados Unidos continuam esperando informações sobre os três turistas americanos detidos na sexta-feira na fronteira entre o Iraque e o Irã.

EFE |

O porta-voz adjunto do Departamento de Estado americano, Robert Wood, disse hoje que "o embaixador suíço segue trabalhando na obtenção de informações sobre os três americanos junto às autoridades iranianas".

O Departamento de Estado, destacou o funcionário, entrou em contato com as famílias dos turistas, a respeito da quais não foi dado nenhum detalhe, "por respeito à privacidade" delas.

A Suíça representa os interesses dos Estados Unidos no Irã desde que Teerã e Washington romperam relações diplomáticas há 30 anos.

Segundo um porta-voz da Polícia do Curdistão iraquiano, os três turistas, acompanhados de um quarto americano, chegaram a esta região autônoma (norma) em 28 de julho, pela passagem de Ibrahim Khalil.

Quando visitavam Ahmed Awaa, na província curda de Suleimaniya, os três turistas entraram por engano no lado iraniano da fronteira, onde foram detidos.

A detenção foi descoberta porque o quarto integrante do grupo, que estava doente, ficou no hotel. Ao perceber o sumiço dos amigos, denunciou a situação às autoridades americanas.

Apesar de o Departamento de Estado não ter divulgado a identidades dos detidos, o jornal "Washington Post" diz que eles seriam Shane Bower, Sara Short e Joshua Steel, que viajavam com o também americano Shaun Gabriel Maxwell.

Aparentemente, foi Maxwell que, por causa de uma indisposição, ficou no hotel enquanto seus companheiros saíram para um passeio em Halabja, zona turística famosa por suas trilhas.

De acordo com a publicação, como conheciam pouco a região, os turistas acabaram cruzando para o lado iraniano da fronteira.

Os três ainda ligaram para Maxwell. Neste telefonema, avisaram ao amigo que estavam cercados por militares iranianos.

Maxwell, então, entrou em contato com a embaixada americana em Bagdá e avisou o que tinha acontecido aos companheiros de viagem.

A TV estatal iraniana, no entanto, acusa os três detidos de serem "soldados americanos". EFE elv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG