tem o direito de viver onde desejar - Mundo - iG" /

EUA afirmam que Musharraf tem o direito de viver onde desejar

Washington, 19 ago (EFE).- Os Estados Unidos disseram hoje não ter recebido nenhuma solicitação para conceder asilo ao ex-presidente paquistanês Pervez Musharraf, mas asseguraram que o antigo líder, que anunciou recentemente sua renúncia, tem o direito de viver onde quiser.

EFE |

O porta-voz adjunto interino do Departamento de Estado americano, Robert Wood, disse hoje que se Musharraf submeter o pedido aos EUA, os funcionários que se ocupam deste tipo de gestões a analisariam.

Musharraf renunciou na última segunda-feira, quase nove anos após tomar o poder por meio de um golpe de Estado, e disse que o fazia "pelo bem da nação", para evitar a instabilidade que seria causada pelo processo de cassação movido pelo Parlamento.

Em círculos políticos e diplomáticos de Islamabad, não resta dúvida de que a renúncia do presidente foi pactuada com o principal partido do Governo, o Partido Popular do Paquistão (PPP) da ex-primeira-ministra assassinada Benazir Bhutto, e inclui a sua ida para o exílio.

Em seu discurso de renúncia, Musharraf não mencionou a possibilidade do exílio.

Bhutto, seu marido, Asif Zardari, e Nawaz Sharif, da Liga Muçulmana do Paquistão-Nawaz, também estiveram no exílio antes de retornar ao Paquistão no ano passado.

Musharraf foi um grande aliado dos EUA na luta contra o terrorismo após os atentados de 11 de setembro de 2001, e manteve uma estreita relação com o presidente George W. Bush.

Por isso, se especula sobre a possibilidade de que o ex-presidente paquistanês busque asilo nos EUA.

A esse respeito, o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Gordon Johndroe, afirmou que a questão do futuro de Musharraf "é um assunto que tem que ser abordado por ele e pelos paquistaneses". EFE cai/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG