EUA admitem erro em ataque que matou civis afegãos

O Exército americano admitiu que a falta de observação de alguns procedimentos foi, provavelmente, a causa da morte de ao menos 26 civis em um ataque aéreo no oeste do Afeganistão, no mês passado, revela um relatório publicado nesta sexta-feira pelo Pentágono.

AFP |

Na operação de 4 de maio passado, no oeste do Afeganistão, contra rebeldes talibãs, forças de ar e terra americanas agiram conforme a lei para conflitos armados, mas três ataques aéreos de um bombardeiro B-1 "não observaram totalmente as diretrizes específicas" do regulamento de combate dos Estados Unidos, concluiu a investigação militar.

"A falta de observação de todas estas diretrizes, provavelmente, motivou a morte de civis", assinala o documento, que admite ainda que o número de vítimas fatais, estimado em 26, pode ter sido maior.

O governo afegão afirma que a operação americana matou 140 civis.

ddl/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG