A Casa Branca admitiu nesta terça-feira que Mahmud Ahmadinejad é o presidente eleito do Irã, mas ressaltou que não pretende felicitá-lo no dia de sua posse.

Na véspera da posse de Ahmadinejad, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, quase chamou o iraniano de presidente "legítimo", mas se recuperou e o qualificou de "dirigente eleito".

Gibbs respondia a jornalistas que queriam saber se Washington pretendia parabenizar Ahmadinejad, que deve prestar juramento amanhã (quarta-feira) diante do Parlamento e do Exército iranianos e de alguns diplomatas estrangeiros.

"É muito provável que não enviemos uma carta", declarou. Os Estados Unidos não têm relações diplomáticas com o Irã.

Leia mais sobre Irã

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.