EUA acusam Venezuela de violar lei ao montar consulado em Houston

Washington, 10 nov (EFE).- O Governo da Venezuela violou as leis dos Estados Unidos ao alugar um espaço para seu consulado em Houston, no Texas, sem prévia autorização, disse hoje o Departamento de Estado americano.

EFE |

"Tenho entendido que o Departamento de Estado informou a eles que isso era uma violação", disse em coletiva de imprensa o porta-voz Robert A. Woods, ao indicar que a advertência foi feita de forma verbal e por escrito.

Segundo o porta-voz, não aconteceu um "fechamento formal" desse escritório diplomático e também não se declarou ainda a diplomacia venezuelana persona non grata.

Segundo Woods, em agosto passado, antes do episódio de expulsão de embaixadores, o Governo venezuelano "tinha solicitado autorização para alugar um escritório" para um consulado em Houston.

Antes de receber a autorização do Departamento de Estado, as autoridades venezuelanas "seguiram adiante e alugaram essa propriedade de todos os modos, o que foi uma violação da lei de relações exteriores" dos EUA, explicou Woods.

Por sua parte, a Chancelaria da Venezuela desmentiu hoje a expulsão de seu pessoal diplomático e o fechamento de seu consulado em Houston, como informaram no último fim de semana a imprensa venezuelana.

As informações que circularam a respeito são "errôneas" e mal-interpretaram as dificuldades de "ordem estritamente administrativa" que já foram "superadas pela via diplomática", disse a Chancelaria em comunicado.

Venezuela e EUA suspenderam suas relações diplomáticas em setembro passado por causa da expulsão do embaixador americano em Caracas por parte do presidente Hugo Chávez. EFE mp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG