estritamente bilateral - Mundo - iG" /

EUA: Acordo com Colômbia sobre bases é assunto estritamente bilateral

Washington, 14 ago (EFE).- Os Estados Unidos defenderam hoje um novo acordo de cooperação militar que negocia com a Colômbia para o uso de até sete bases desse país, ao destacar que não é um assunto que compete à região, mas se trata de um tema estritamente bilateral.

EFE |

As declarações feitas pelo porta-voz do Departamento de Estado, Philip Crowley, acontecem em um momento no qual os Estados Unidos e uma comissão da Colômbia tentam fechar o acordo em Washington, que permitirá ao Governo do presidente Barack Obama usar até sete bases colombianas para a luta conjunta contra o narcotráfico, o crime transnacional e o terrorismo.

Os planos dos EUA, que realizavam antes este tipo de operações desde a base equatoriana de Manta, cuja concessão não foi renovada por Quito, criou mal-estar entre alguns presidentes da região, especialmente de países-membros da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) que o veem como uma ameaça.

Mas o Governo dos Estados Unidos considera que o futuro acordo não é uma questão que deve ser motivo de polêmica na região, porque se trata de um "assunto estritamente bilateral", afirmou Crowley em sua entrevista coletiva diária.

O porta-voz não quis prever em que momento se poderia fechar definitivamente o acordo com a Colômbia, ao limitar-se a destacar que as "conversas continuam".

A comissão colombiana, que se encontra em Washington para liquidar alguns pontos do acordo, espera que durante este fim de semana se feche o convênio definitivamente.

"O acordo nos permitiria acesso a instalações militares colombianas para poder levar a cabo atividades conjuntas previamente estipuladas. Se o conseguirmos, seria similar a acordos que temos com outros muitos amigos próximos no mundo todo. Mas estas conversas continuam", acrescentou. EFE cae/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG