Os primeiros testes clínicos nos Estados Unidos de uma vacina experimental contra a gripe suína revelaram poucos efeitos colaterais, informou nesta sexta-feira Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Epidemias Infecciosas.

"Não há um alerta vermelho quanto à segurança" da vacina, disse Fauci, destacando que os testes clínicos, iniciados neste mês de agosto, prosseguem e que os resultados definitivos sairão entre meados de setembro e final de outubro.

Voluntários adultos participaram da primeira das cinco fases, iniciada no dia 7 de agosto, e apresentaram apenas um inchaço no braço e uma pequena mancha no local onde a injeção foi aplicada.

Alentados pelos resultados, as autoridades de saúde passaram aos testes na faixa etária de seis a 17 anos, disse Fauci à imprensa.

Os testes com mulheres grávidas - que correm maior risco com o vírus A (H1N1) - e com o grupo de atenção prioritária terão início em setembro.

O funcionário estima que entre 4.500 e 4.600 pessoas participarão dos testes da nova vacina.

js/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.