Estudo revela que Marte foi frio e úmido

Marte foi um planeta frio e úmido no passado e os minerais dissolvidos na água teriam impedido seu congelamento, apesar de temperaturas glaciais, avalia um estudo publicado nesta quinta-feira na revista Nature.

AFP |

As paisagens marcianas têm sinais que revelam a circulação de água pelo planeta no passado.

Para explicar a presença desta água em estado líquido, os cientistas acreditavam, até o momento, em um eventual aumento nas temperaturas, causado por gases de efeito estufa, lembrou um dos autores do estudo, Alberto Fairen (do Nasa Ames Research Center, na Califórnia).

Mas o novo trabalho descarta este passado marciano "quente e úmido", e revela um planeta Marte jovem "frio e úmido".

"Os minerais podem ter baixado o ponto de fusão da água no entorno gelado de Marte, o que oferece uma solução plausível para o paradoxo do clima de Marte em sua juventude".

"Uma parte significativa dos fluidos que incorporam silício, ferro, enxofre, magnésio, cálcio, cloro, sódio, potássio e alumínio permanecem em estado líquido a uma temperatura inferior aos 273 (graus) kelvin, que dizer, 0°C", destacam os pesquisadores.

Para provar sua teoria, analisaram os resíduos minerais resultantes da evaporação e do congelamento de soluções líquidas.

A análise da composição química de rochas marcianas foi possível graças ao material coletado pelas sondas Mars Landers, Pathfinder, Viking e Spirit, e os dados revelam "um jovem planeta Marte frio e úmido".

ah/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG