Estudo revela curiosa estratégia sexual de chimpanzés fêmeas

Washington, 18 jun (EFE) - Os chimpanzés fêmeas preferem ter o maior número de parceiros sexuais, não se inclinam pelo macho mais forte, e mantêm relações sexuais no maior silêncio possível para enganar a concorrência, segundo um estudo publicado hoje pela revista PLoS ONE. Segundo os psicólogos Simon Townsend, da Universidade de San Andrés (Reino Unido), e Klaus Zuberbühler, do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva (Alemanha), o estudo oferece nova informação sobre a capacidade mental e a inteligência social desses primatas que estão na mesma escala zoológica do homem. Os cientistas descobriram também em sua pesquisa, realizada em Uganda, que as fêmeas usam os chamados de copulação para garantir a proteção dos machos contra outros membros agressivos do grupo, principalmente outras fêmeas. Segundo os pesquisadores, seus chamados de copulação se multiplicaram quando havia ao redor machos de maior hierarquia no sistema social. Ao mesmo tempo, escondiam a atividade sexual quando havia fêmeas hierárquicas.

EFE |

Até agora acreditava-se que esses chamados permitiam às fêmeas revelar sua receptividade sexual aos machos e promover a concorrência entre eles.

Segundo essa teoria, essa estratégia dava à fêmea a possibilidade de copular com o macho mais forte e aumentar a qualidade das crias.

No entanto, os cientistas indicaram que o novo estudo não constatou provas dessa concorrência entre os machos nem uma relação entre o estado hormonal e os chamados de copulação.

"Os chimpanzés fêmeas observados em seu habitat natural pareciam estar mais preocupados em ter sexo com muitos machos, e sem que as demais fêmeas soubessem, em vez de incitar a concorrência entre eles", disse Townsend.

"Também descobrimos que os chamados de copulação não estavam vinculados a seu período de fertilidade e, portanto, não tinham relação com a probabilidade de conceber", acrescentou.

Portanto, segundo o cientista, esses chamados podem ser uma estratégia utilizada pelas fêmeas para anunciar sua receptividade aos melhores machos, confundir a paternidade e obter o apoio desses indivíduos socialmente importantes, ressaltou. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG