Estudo: Presidentes americanos vivem mais que homens de sua idade

Contrariando a ideia de que poder envelhece, pesquisador diz que líderes dos EUA superam expectativa de vida média

The New York Times |

Divulgação / Casa Branca
Obama sorri durante reunião na Casa Branca (08/07)
Finalmente uma boa notícia para o presidente Barack Obama.

Apesar da suposição comum de que a vida no Salão Oval envelhece prematuramente seus ocupantes e especulações de que ela pode até encurtar a expectativa de vida, um novo estudo de estatísticas revelou que a maioria dos presidentes americanos na verdade viveu mais tempo do que outros homens americanos da sua idade. E todos os presidentes vivos já ultrapassaram o tempo de vida médio esperado para homens como eles ou provavelmente irão fazê-lo.

S. Jay Olshansky, especialista em envelhecimento na Universidade de Illinois, em Chicago, reuniu as evidências e concluiu que 23 dos 34 presidentes que morreram de causas naturais "viveram além da expectativa de vida média para os homens que tinham a mesma idade no momento de suas posses".

As descobertas de Olshansky foram publicadas no The Journal of the American Medical Association (Jornal da Associação Médica Americana). Olshansky ficou intrigado com a longevidade presidencial pela primeira vez quando ouviu falar na mídia sobre os sinais do rápido envelhecimento de Obama perto da comemoração do aniversário de 50 anos do presidente , em agosto. Houve até especulações de que os presidentes envelhecem dois anos para cada ano que passam na Casa Branca.

Mas após 25 anos de pesquisa sobre a expectativa de vida, Olshansky estava cético de que o trabalho no poder estivesse tirando alguns anos dos presidentes. Os presidentes têm formação superior, são ricos e recebem os melhores cuidados médicos - vantagens que aparentemente melhoram suas chances de longevidade.

Ele se baseou em tabelas de padrão de vida e dados públicos sobre os anos "de nascimento e posse (dos presidentes) para calcular quanto tempo cada um poderia esperar viver a partir do dia em que assumisse o poder”. Ele excluiu os quatro presidentes que foram assassinados.

Para contrariar os rumores de que os presidentes envelhecem duas vezes mais rápido enquanto estão na Casa Branca, ele subtraiu dois dias de vida para cada dia da presidência.

Ele comparou o tempo de vida estimado na idade da posse com o tempo que cada presidente que morreu de causas naturais viveu. A idade média dos presidentes que morreram de causas naturais foi de 73 anos, em comparação a uma estimativa de 68,1 anos caso eles envelhecessem duas vezes mais rápido quando no poder.

Não se sabe se os anos mais estressantes dos mandatos dos presidentes aceleram a evidência externa de que estão envelhecendo, mas é fato que eles geralmente estão no poder em idades quando seu cabelo – de qualquer maneira - ficaria mais branco e sua pele mais enrugada, disse Olshansky.

Por Lawrence K. Altman

    Leia tudo sobre: obamaeuapresidentes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG