Estudo mostra que 30% das crianças em Yunnan estão intoxicadas com chumbo

Pequim, 29 ago (EFE).- Cerca de 30% dos menores de 14 anos da província chinesa de Yunnan, habitada por mais de 40 milhões de pessoas e situada no sul do país, têm nível excessivo de chumbo no sangue, conclui um estudo do Governo chinês.

EFE |

O trabalho, realizado pelas autoridades de saúde provinciais e publicado no jornal independente "South China Morning Post", chegou a essas conclusões após uma revisão com 10 mil crianças da província.

Isso revelou também que, em algumas das localidades da província, a contaminação por chumbo alcança 60% da população infantil.

O estudo aumenta a preocupação com a saúde infantil no país asiático, depois que, em meados deste ano, foram denunciados dois casos de contaminação com esse metal nas províncias de Hunan e Shaanxi, que afetaram milhares de menores.

O fenômeno ocorre, principalmente, em áreas de alta produção mineradora, onde muitas famílias armazenam minerais ou metais em casa e as crianças ficam perto deles, mas também houve casos de intoxicação com chumbo em grandes cidades, como Pequim, segundo o "South China Morning Post". EFE abc/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG