Estudo lança dúvidas sobre erradicação do sarampo na Europa até 2010

(embargada até às 22h01, horário de Brasília) Londres, 6 jan (EFE).- Um estudo de 32 países europeus revelou mais de 12.

EFE |

000 casos de sarampo entre 2006 e 2007, publicou a revista médica britânica "The Lancet".

Os casos, em sua maioria de Romênia, Alemanha, Grã-Bretanha, Suíça e Itália, criam sérias dúvidas de que se vá conseguir erradicar esta doença da Europa até 2010 com os insuficientes índices de vacinação atuais.

As instituições de saúde de 32 países apresentaram uma série de informações sobre grupos de idade, confirmação de diagnóstico, vacinas, hospitalização, presença de encefalite aguda como complicação da doença e morte.

Os pesquisadores registraram 12.132 casos de sarampo, 85% dos quais tinham acontecido nos países citados.

Além disso, 39% do total foi registrado na Romênia e 28% corresponderam à Alemanha.

A maior parte dos casos correspondia a crianças se vacinação ou parcialmente vacinados, e quase um de cada cinco casos era de uma pessoa de 20 ou mais anos.

Nos dois anos considerados foram registrados também algumas mortes relacionadas a esta doença.

De um total de 210 casos de sarampo "importado", 117 (56%) procediam de algum outro país europeu e 43 (20%) da Ásia.

Segundo o artigo do "The Lancet", do qual é autor o doutor Mark Muscat, do Statens Serum Institut (Copenhague), para a eliminação do sarampo é necessária uma cobertura de vacinação mínima de 95% por meio de duas doses. EFE jr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG