Estudo indica que ibuprofeno pode reduzir risco de Alzheimer

O uso prolongado do remédio ibuprofeno pode reduzir o risco de Alzheimer, segundo um estudo de pesquisadores da University School of Medicine, de Boston, nos Estados Unidos. Dados de quase 250 mil pacientes mostraram que aqueles que usaram o remédio por mais de cinco anos tinham reduzido em mais de 40% a chance de desenvolver a doença.

BBC Brasil |

O estudo, publicado no jornal Neurology, também afirma que remédios do mesmo tipo, conhecidos como medicamentos antiinflamatórios não-esteroidais (NSAIDs, na sigla em inglês) podem ter um efeito semelhante.

Especialistas afirmaram que os resultados são interessantes, mas alertaram que as pessoas não deveriam intensificar o uso do remédio com o objetivo de reduzir o risco de ter Alzheimer.

"Todos os NSAIDs têm efeitos colaterais que podem ser bem sérios, e nós ainda precisamos realizar testes para ter certeza de quais são os riscos e os benefícios", disse o líder da pesquisa, Steven Vlad.

NSAIDs
Não é a primeira vez que uma associação entre NSAIDs e a Alzheimer é estabelecida, mas os resultados têm sido conflitantes.

Pesquisadores da University School of Medicine afirmam que uma explicação para isso pode ser o fato de que diferentes NSAIDs têm efeitos distintos.

Os pesquisadores analisaram os dados de 49.300 pessoas com mais de 55 anos que haviam desenvolvido a doença e de outras cerca de 200 mil pessoas que não tinham nenhuma forma de demência.

No geral, o uso de NSAIDs por cinco anos foi associado com uma redução de 24% no risco de desenvolver Alzheimer. Mas as maiores chances de redução, de 40%, foram constatadas no uso do ibuprofeno. Outros, como o celecoxib, não tiveram efeito.

O líder do estudo, Steven Vlad, disse que testes em laboratório haviam mostrado que o ibuprofeno reduz níveis de depósitos de uma proteína associada à Alzheimer no cérebro.

Ele afirmou, no entanto, que os resultados se devem, em parte, ao fato de que o remédio é o mais usado dos NSAIDs.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG